quarta-feira, 18 de julho de 2018

Jaguaruana em luto. Morre "Sardanha", a maior lenda viva do município

Sardanha. O homem que comia cobras
Sou do tipo de pessoas que acreditam que homenagens tem que ser feitas enquanto vida, pois, para mim, o espírito quando se desencarna da matéria, quer paz e tranquilidade. Como fiz por duas vezes através do Blog Jaguaruana Verdade, não poderia me furtar ao
silêncio de expressar o meu sentimento, que acredito que deve ser de todos que conheceram a figura de SARDANHA, o homem que comia cobras, e que nos deixou tristes com sua partida repentina e inesperada. Nestes 18 de Julho de 2018, no mês em que se celebram os festejos da Padroeira de nossa cidade, Jaguaruana amanheceu de luto ao saber da sua partida.
Até aos 10 anos de idade, Xavier parecia ser uma criança normal. Relatos contam que suas brincadeiras não diferenciavam das demais crianças de sua idade. Vivia em uma casa humilde com seus pais e seus irmãos, mas com uma tragédia em que cercava a muitos naquela época, a fome, diz à história que diante a tanto sofrimento e sem perspectivas de melhorias de vida, o mesmo decidiu provar que gosto tinha os insetos, pois por menos apetitoso que parecesse, a falta do que comer, o obrigava a tomar essa, difícil, decisão. Começava aí a saga de SARDANHA, o homem comedor de insetos que se transformou em comedor de cobras.
O tempo foi passando e seu organismo foi se adaptando e ganhando resistência. Dos insetos inofensivos já não o satisfazia e o gosto por animais peçonhentos começava a adentrar em seu cardápio diário. A princípio foram escorpiões, aranhas, até chegar às temidas serpentes. Com sua juventude e com uma saúde, como se costuma dizer, de animal, SARDANHA, começou a pegar e a comer cobras existentes em nossa região. Cobras Tabuleiro, Boi Peva, Cobra de Caçotes, Jiboias e as temidas Jararacas e Cascavel, as que ele dizia que eram as mais saborosas, foram adaptadas ao cardápios de insetos já conhecidos por todos de nossa cidade.


Já sem pai e sem mãe e com apenas um irmão, SARDANHA, não atendia a comandos e fazia do seu jeito andarilho uma forma de conhecer as cidades do Vale do Jaguaribe e do Rio Grande do Norte, sempre andando a pé e enfrentando os desafios que a vida lhe impusera. Nasceu em Jaguaruana, passou por Russas, Itaiçaba, Aracati, Limoeiro, Tabuleiro, Quixeré. Chegou a Fortaleza, entre outras e visitou o Estado do Rio Grande do Norte, mas no final das contas, voltava para Jaguaruana, sua Terra Natal e onde tudo começou.

Querido, amado e principalmente, respeitado por todos,  esse Jaguaruanense que pouco falava, pouco pedia e tão pouco fazia medo a alguém, andava com seus insetos como se fosse um troféu e tinha neles seus verdadeiros amigos até que o organismo urgisse de fome, sinal em que o mesmo esperava para traçar o que tivesse na mão, não importando que fosse. Desde sua amiga Chica, COBRA, nome ao qual chamava carinhosamente as serpentes, ou qualquer inserto de outra espécie, seu cardápio era o que tivesse no momento.

Sua história sempre foi bem maior do que seus passos e, com certeza, se eu passasse o dia e a note digitando o pouco do que eu sei de sua vida e que tive o prazer de presenciar, as mais de seis mil matérias já publicadas no Blog Jaguaruana Verdade, seriam poucas para contar, apenas, 10% de sua história de vida. Como Jaguaruanense que sou não poderia e não iria deixar passar a oportunidade de escrever, pela última vez, neste Blog ao qual eu administro meus sentimentos e meu muito obrigado, por tudo que esse cidadão fez por nossa Jaguaruana.

A lenda viva morreu e levou com ela a certeza de que nossa cidade, nunca mais, será a mesma, pois aquele andarilho que levou o nome da Terra de Santana, aos quatros cantos do nosso Estado do Ceará e do Nordeste, já não existe mais em nosso meio. Aquele homem que chamava suas presas de "CHICA" e a todos que se aproximavam dele os tratava de "é meu amigo" agora descansa no mundo dos imortais. A todos da família os meus sinceros sentimentos e a certeza de que, para mim, vocês fizeram o que puderam.

A VOCÊ MEU AMIGO, QUE ME DEU O DIREITO DE TIRAR VÁRIAS FOTOS SUAS, MEU MUITO OBRIGADO. VÁ COM DEUS QUE UM DIA NOS ENCONTRAREMOS POR LÁ, É ISSO QUE EU ESPERO.

*Por Manuel Martins
Blog Jaguaruana Verdade

Nenhum comentário:

Postar um comentário