quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Amigos intolerantes se contradizem ao julgar não ser cristão quem vota em Bolsonaro

Desculpem amigos intolerantes que não respeitam a maioria dos brasileiros que anseiam por mudanças, mas, eu prefiro seguir a Pedro que era intempestivo, andava com a espada na mão e foi fiel a Jesus Cristo do que a Judas que o traiu e o levou a morte. 

Pelas redes sociais, especialmente pelo Facebook, não é raro encontras cristãos tecendo críticas, soltando indiretas e se achando talvez um ser santificado pelo
simples fato de não gostar de saber que seus amigos também cristãos escolheram votar e fazer campanha pró Bolsonaro sob o pretexto de que o candidato do PSL está revolucionando idéias e devolvendo ao brasileiro a vontade de sair de casa para votar pelo prazer de extirpar um partido político que não aceita qualquer possibilidade de ficar pra sempre fora do poder.

Sao argumentos do tipo; "Bolsonaro é homofóbico, racista, vai distribuir armas de fogo pra todo mundo, vai acabar com o bolsa família, não vive com a mulher mãe de seus filhos etc".  Pronto. Bolsonaro e quem nele vota não são cristãos. Porém, esquecem seus preconceituosos julgadores que; "Cristão também não deveria apoiar quem defende o aborto, ideologia de gênero, estupradores, corruptos que gastam fortunas do erário público com desvios de recursos, obras superfaturadas e patrocinam "artes" fazendo apologia ao diabo e pedofilia, apoiam àqueles que introduzem objetos sacros no ânus e vaginas, defecam sobre Imagens, desrespeitam ao semelhante quando atentam contra o pudor em vias públicas, apóiam a liberação da maconha, roubam a nação através dos nossos impostos para fazer caixa dois e ao mesmo tempo que favorecem a ditaduras Venezuelana, cubana etc etc etc!!! Ou seja; matam todos os dias milhares de inocentes nas filas de hospitais, acostumam uns com esmolas ao invés de gerar renda digna para suas famílias, permitem que eu, você e nossos amigos e familiares nos sintamos prisioneiros dentro de nossas próprias casas!? 

Acredito que a melhor saída não é envolver o cristianismo nesses discursos de ódio contra a vontade da maioria que, busca dentro da democracia, a oportunidade de limpar a sujeira que se tornou a politicagem brasileira. 

Literalmente estamos presenciando o "Brasil, como único país do mundo que fabrica seus próprios corruptos e ainda os mantém como ídolos mesmo comprovadamente julgados e condenados pela justiça", e esses que fazem julgamentos e perdem amizades ainda acreditam que são realmente cristãos. Vai entender a mente humana!

Sandro Guimarães
Jornalista/Teólogo e Músico Saxofonista
MTE CE 3040

Nenhum comentário:

Postar um comentário