quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Cuba desiste de manter seus médicos no Brasil e Jair Bolsonaro diz que programa será mantido com médicos brasileiros

O programa "mais médicos" de Cuba já "pediu pra sair" antes mesmo do presidente eleito Jair Bolsonaro assumir. Bolsonaro disse que; "o programa irá continuar, mas que seja de forma
humana para àqueles profissionais que desejam ficar no Brasil". 

O novo presidente inclusive ofereceu proposta para os médicos caso queiram aqui permanecer, garantindo-lhes asilo político já que o Governo de Cuba alega  não haver interesse em deixar seus médicos no país devido o novo governo brasileiro não descumprir com o contrato inicial.

Jair Bolsonaro disse que; "o governo cubano trata seu povo numa situação de escravidão, pois 70% do salário dos profissionais são confiscados para manter a ditadura cubana, os médicos ficam separados da família e não podem fazer o revalida (espécie de avaliação de conhecimentos médicos) visando garantir que todos àqueles profissionais sejam realmente médicos formados".

Jair Bolsonaro garante que o programa irá continuar com médicos brasileiros e até estrangeiros, contanto que respeitados as regras e exigências garantindo a qualidade no atendimento a população e que sejam cumpridas as condições humanas para os profissionais da saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário