sábado, 19 de janeiro de 2019

Após nove dias em coma, morre taxista baleado em Aracati

Morreu na tarde deste sábado (19/01/19), após nove dias internado no IJF em estado grave, em Fortaleza, o taxista José Carlos da Cruz, mais conhecido como Carlinhos Taxista, de 62 anos. 


Carlinhos foi baleado na cabeça, em um assalto quando o mesmo trabalhava em seu táxi inclusive atendendo a uma corrida de uma mulher que fora receber R$ 10.000,00 em uma agência bancária no centro de Aracati. A mulher que sacou o dinheiro chamou uma "amiga" para lhe fazer companhia, porém essa pessoa teria repassado para uma quadrilha a informação sobre o montante do dinheiro. Quando o táxi parou em um local no destino à Rua 2 de Novembro, em Aracati, os criminosos chegaram numa moto e anunciaram o assalto. O  taxista Carlinhos teria se assustado com a ação dos bandidos e acabou sendo baleado na cabeça. Imediatamente o cidadão trabalhador conhecido por muitos, foi socorrido para o hospital municipal e de lá encaminhado de helicóptero para o IJF em Fortaleza.

Em menos de 24 horas a polícia civil elucidou o crime. 

Ainda no interrogatório da mulher testemunha do assalto que estava dentro do veículo, a Delegada Rgional Dra Ana Padilha deu voz de prisão devido as várias contradições da interrogada que acabou entregando a participação dos outros criminosos envolvidos até então como "tentativa de latrocínio". Em trabalho conjunto com a Polícia Militar, todos os envolvidos na quadrilha foram presos e um deles veio a óbito após troca de tiros com os policiais.

Infelizmente, na tarde de hoje (19), Carlinhos teve morte cerebral. O enterro será realizado amanhã (20/01), na comunidade de Aroeiras.

Com informações do Grupo AracatiPolicia24hs

Nenhum comentário:

Postar um comentário