sábado, 12 de janeiro de 2019

Cinco toneladas de explosivos apreendidos teriam sido roubados em Aquiraz

Explosivos apreendidos eram de carga roubada no Aquiraz, confirma Polícia Civil. Existe a possibilidade da carga ser a mesma que foi roubada há alguns dias
 na cidade de Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza

Os explosivos foram apreendidos em Jangurussu (FOTO: Divulgação)

Cinco toneladas de explosivos foram apreendidas neste sábado (12), no bairro Jangurussu, em Fortaleza. A apreensão foi realizada pela Polícia Civil da Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP).

Seis homens foram presos, dentre eles dois adolescentes e a carga é a mesma que foi roubada no dia 21 de dezembro na cidade de Aquiraz. A situação foi confirmada pelo secretário de segurança, o delegado André Costa, na tarde deste sábado (12), durante uma entrevista coletiva no local que os explosivos foram apreendidos.

O secretário ainda confirmou que os explosivos não eram dinamite, e sim, ANFO, um nitrato de amônia, que misturado junto com óleo eles ampliam o poder de fogo.

Os homens presos são ligados a uma facção criminosa e também são suspeitos de participar dos atentados que estão causando a “Onda de Terror“ na Capital há 11 dias. Foram cinco pessoas apreendidas, munições de calibre 12, um carregador portátil e cinco toneladas de explosivos.

Durante a operação, as equipes coletaram informações de que em um terreno próximo às residências dos alvos, encontravam-se explosivos que estavam sendo usados nos atos de terror na cidade.

Existe a possibilidade da carga ser a mesma que foi roubada há alguns dias na cidade de Aquiraz. O secretario da Pasta, o delegado André Costa, irá falar com a imprensa e dará detalhes da operação que apreendeu os explosivos.

Onda de terror

Desde a noite do último dia 2 de janeiro, facções criminosas espalham uma onda terror por todo o Ceará, com ataques a ônibus e vans do transporte público, prédios e equipamentos públicos e privados.

Até as 8 horas deste sábado (12), o Sistema Jangadeiro contabiliza 205 ataques em 48 dos 184 municípios do estado, sendo 95 em Fortaleza, a cidade que concentra a maior parte das ações criminosas, em 11 dias de terror.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), 330 pessoas foram presas nos ataques até as 10h deste sábado (12), suspeitas de participação nas ações. O órgão não está informando a contabilização dos números de ataques.

Fonte Tarde do Ceará

Nenhum comentário:

Postar um comentário