quarta-feira, 6 de março de 2019

Muitas versões sobre a morte de um jovem de 19 anos após confusão no carnaval em Fortim-CE

Vitor da Silva (19 anos)
O que de fato aconteceu que culminou na morte de Victor da Silva Barbosa, de 19 anos! O caso está sendo investigado pela Delegacia Regional de Aracati.Veja os relatos de familiares do rapaz morto em Fortim.


"Até quando vocês vão esconder a verdade, quem vocês querem proteger?  Estou cansada de ver tais notícias relacionadas ao meu primo proclamando mentiras.... Os PMs novatos mal treinamos, quebraram o meu primo de ‘porradaaa’ até que ele desmaiou.... E continuaram batendo até que ele veio a óbito.... Parem de enganar quem não viu.... Porque quem viu como eu, minhas primas e outras
pessoas sabemos o real fato dele está morto. Deus é um justo juiz. Depois de acontecer a tragédia é que vão se pronunciar deviam ter se pronunciado quando ‘tavam’ matando meu primo e não depois que não tem mais jeito.

Segunda versão e o relato da prima da vítima. Por: G1.Globo

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), o tumulto se iniciou quando policiais militares abordaram um grupo que, segundo denúncia, estaria traficando drogas no local.

Durante a ocorrência, três pessoas - dois adultos e um adolescente - foram detidas por desacato a autoridade. Uma delas - Victor da Silva Barbosa, de 19 anos e sem antecedentes criminais - passou mal, de acordo com nota emitida pela SSPDS, sendo encaminhada ao hospital da cidade, onde veio a falecer.

A família do jovem, contudo, afirmou que Victor foi agredido pela polícia. "Eles [policiais] pegaram e levaram o Victor, eu fui junto. Quando cheguei lá, pedi para entrar e não deixaram. Só escutava as porradas, deles chutando, chutando e chutando. Ele [Victor] nem gritava mais, desmaiou. Eles continuaram, continuaram, mesmo com ele desmaiado", relatou Nadja da Silva, prima de Victor.


Veja a terceira versão sobre o caso!
Segundo nota da Polícia Militar do Ceará, a PM interveio durante a confusão "a fim de conter ação de um grupo de pessoas que tentavam contra a integridade dos policiais militares".

Conforme o texto, por volta das 18 horas, durante policiamento ostensivo no Carnaval, os policiais foram informados "que um perigoso traficante, inclusive com mandando de prisão em aberto, estaria nas proximidades do evento. Após a abordagem dos PMs, o suspeito se inseriu em um grupo de, aproximadamente, 15 pessoas na tentativa de empreender fuga".

Os PMs, então, abordaram três pessoas do grupo na tentativa de capturar o foragido. "Durante a ação, os outros integrantes do grupo passaram a investir contra os PMs", segundo a corporação.

Os homens foram levados até o destacamento da PM na Cidade e, neste momento, Victor passou mal. A PM acionou o socorro e o jovem foi levado para unidade hospitalar, mas não resistiu.


A SSPDS não falou sobre a denúncia contra os policiais.

Na sequência, enquanto os outros dois foram encaminhados a uma unidade de Polícia Civil, um grupo se dirigiu a um posto de saúde, situado no Centro de Fortim, causando mais confusão. O local sofreu depredação e teve móveis e objetos incendiados. O fogo foi controlado pela população e ninguém ficou ferido

Nenhum comentário:

Postar um comentário