terça-feira, 19 de março de 2019

Radialista de Canindé esculacha com autoridades e se retrata em vídeo

FOTO REPRODUÇÃO DO YOUTUBE

Um radialista do município de Canindé-CE, após saber que durante o carnaval naquele município estava proibido qualquer tipo de som utilizando "Paredões", o mesmo gravou
vídeo e compartilhou nas redes sociais, esculachando com delegado de polícia e com o coronel responsável pela secretaria municipal de segurança. Palavras como; "pau mandado da prefeita", "seja homem" e "deixem o povo brincar o carnaval", foram alguns termos utilizados pelo radialista, que visivelmente com sintomas de embriagues realizou o vídeo e expôs em suas redes sociais. após o episódio, já em outra gravação, desta feita no interior da delegacia de polícia, o radialista (preferimos manter todos os nomes envolvidos no anonimato) pediu desculpas a todas as autoridades citadas em vídeo anterior e passou a parabenizá-los pelo excelente trabalho que prestam naquele município.

O Problema de boa parte dos brasileiros é achar que, por vivermos numa democracia, e pensar que ter direito à liberdade de expressão significa que pode falar o que vem na cabeça e contra qualquer pessoa, inclusive as autoridades. Se faz necessário lembrar que; "democracia" sem regras e limites não é democracia e sim anarquia. Na lei de liberdade de expressão e manifestação do pensamento, uma das vantagens da retratação, em caso de calúnia ou difamação, é justamente eliminar ações judiciais. No caso do rapaz do vídeo, que de forma alterada cometeu excessos em suas palavras, e de forma equivocada, o que recebeu em troca foi o que conhecemos por lei de ação e reação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário