quarta-feira, 10 de abril de 2019

Tragédia em Russas. Pai que matou a filha e cometeu suicídio pode ter premeditado crime

Foto extraído do blog DN
Em clima de muita tristeza, os corpos do professor Raimundo André de Oliveira, 46 anos, e da filha dele, Rayanna Paschoal de Oliveira, 9 anos, foram sepultados na manhã desta quarta-feira, 10, na cidade de Russas, no Vale do Jaguaribe.

TRAGÉDIA
O crime aconteceu segunda-feira (8) por volta das 21h30, em uma residência da família localizada no sítio Tourão.
A Polícia Civil segue a linha de investigação que indica que o professor matou a filha com um tiro de espingarda calibre 12, acertando a cabeça da criança de 9 anos.
A delegada Regional de Polícia Civil de Russas, Viviane Almeida, afirmou que aguarda o resultado de laudos e da perícia, mas observou que "o caso trata-se de um homicídio seguido de suicídio, descartando a possibilidade de tiro acidental. Com resultado de perícia a gente tem informação mais técnica. Ao que indica não se trata de acidente, a dinâmica dos fatos, como estava, a cena, muito improvável, muito difícil ter sido acidental”, disse.
A delegada regional de Russas disse; “todos nós, policiais, peritos, mesmo acostumados com cenas pesadas, mas uma cena como essa comoveu a todos", revelou Dra Viviane Almeida.
A primeira hipótese
Inicialmente acreditou-se em tiro acidental seguido de suicídio, mas agora mediante os fatos e comentários de parentes, a Polícia acredita em homicídio proposital seguido de suicídio.
Sobrinho de André revelou que o crime teria sido planejado
Um sobrinho do professor André disse em gravação de áudio via WhatsApp que;  "sua avó, mãe do André, fazia apenas  um mês e oito dias que morreu, e André era muito apegado com a falecida, e desde então, o tio vinha com umas conversas estranhas e dizia que iria matar a mulher, as duas filhas de 9 e 14 anos e depois cometeria suicídio".
"No dia do crime, André teria chamado as filhas para ir até o sítio. A filha de 14 anos disse que não iria, e cerca de 15 minutos depois, sua mãe chegou em casa e foi informada que a caçula teria ido com o pai para o sítio. Ao ficar sabendo, a mulher entrou em desespero e foi com a outra filha até o sítio dizendo que André iria matar a menina, e quando lá chegou, as duas entraram em estado de choque ao presenciar a triste cena".
Os corpos do professor Raimundo André e da filha Rayanna foram examinados no IML da cidade de Russas e velados no Centro de Velório Anjo da Guarda.
O sepultamento aconteceu por volta das 9 horas no cemitério Bom Jesus dos Aflitos, no município de Russas/CE.

Nenhum comentário:

Postar um comentário