sexta-feira, 31 de maio de 2019

Prefeitura do Aracati não consegue encerrar a greve através da justiça

Foto Reprodução
Após não conseguir convencer aos servidores públicos municipais a voltarem aos seus
postos de trabalho, alegando que, "não haverá negociação com a prefeitura enquanto os grevistas não retornem ao serviço", o prefeito municipal de Aracati, através de seu jurídico, deu entrada no Tribunal de Justiça (TJCE) com um processo contra o Sindicato dos Servidores e Empregados Públicos de Aracati - Sind-Aracati. 

O pedido de liminar, tinha o objetivo de tentar suspender imediatamente a greve dos servidores públicos em Aracati representados através do sindicato da categoria dos servidores municipais, que lutam para não perder direitos adquiridos.

Decisão
Clicar na imagem para ampliar
O pedido, a priore, foi negado pelo relator do TJ CE sob alegação de; "não haver argumentos suficientes na solicitação apresentada pelo município, devido a ausência de provas documentais suficientes para o reconhecimento do pedido", determinou o desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte.

O desembargador apenas determinou ao SindAracati que, apresente defesa no prazo de cinco dias, para que se manifeste sobre o pedido liminar. 

O despacho do documento foi emitido na tarde de quinta-feira 30 de maio, liberado para os autos às 13h28min

A greve continua

Prefeito tenta convencer grevistas a voltarem aos postos de trabalho sem primeiramente participar de reunião. Foto: Reprodução
Foi mais uma vitória dos Servidores Públicos de Aracati que terá garantido ao menos, mais cinco dias de greve em suas atividades, para que, através do jurídico do SindAracati, apresente a defesa em relação a manutenção da paralização, enquanto o prefeito Bismarck Maia não resolve sentar para o diálogo com os membros da diretoria da entidade sindical

Nenhum comentário:

Postar um comentário