terça-feira, 7 de maio de 2019

Servidores municipais de Aracati/Ce decidem paralisar atividades por 72 horas

Os servidores públicos municipais de Aracati decidiram, na tarde desta terça-feira 07/05/19 paralisar suas atividades por 72h.
O objetivo da paralisação, a princípio, é forçar uma negociação com o prefeito Bismarck Maia. “Essas 72 horas são para que o gestor tome uma postura de sentar para negociar”, disse Francisca Carvalho, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Aracati (Sind-Aracati).

Francisca Carvalho criticou a postura do prefeito, que em um vídeo publicado na tarde de hoje disse haver uma campanha que cria terror e mexe com o emocional dos servidores. “É inadmissível que o servidor público esteja sendo tratado como criminosos pelo prefeito. Eu desconheço que haja servidor público que seja marajá”, rebateu Francisca.

Para Francisca Carvalho é preciso que o movimento grevista avance cada vez mais. A presidente do Sind-Aracati disse que o movimento não se trata apenas de lutar por salários atrasados, mas pelas condições de trabalho, a falta de reajuste e os direitos que foram tirados. Ela lembrou ainda que existem diárias não pagas aos motoristas da saúde. “Tudo isso leva a uma situação que a gente tem que dar um basta”, disse.

A presidente do Sind-Aracati lembrou aos grevistas que greve não é para ir para casa e que é preciso que casa servidor compareça ao sindicato, assine a frequência e vá às ruas. “Ninguém pode fraquejar. Da mesma forma que você sai todo dia para ir ao trabalho, tem que vir aqui para ir à rua”, lembrou.

Ainda de acordo com Francisca Carvalho, no período das 72 horas em que os servidores estarão em estado de greve, serão distribuídos ofícios às secretarias do município e à justiça. No sábado e domingo haverá movimentação nas ruas. Francisca Carvalho lembrou também que o prefeito poderá descontar os dias parados e que o fato não pode ser considerado pelos grevistas como perda, mas avanço. Amanhã os servidores pretendem ir à Câmara Municipal de Aracati para pressionarem os vereadores.

Fonte: Folha do Aracati

Nenhum comentário:

Postar um comentário